Tudo nunca sempre o mesmo diferente nada, Tiago Cutileiro

“sentíamo-nos ambos sozinhos e eu não sabia o que fazer, éramos novos demais mas o que nos separaria para sempre era aquela estranheza feita dos nossos tempos diferentes e de como cada qual os tínhamos gasto: life, love, voyage round your own little world…
i wanted to shout out all sorts of things fuck or shit or anything at all… niemand muss allein bleiben…”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s