Senhor Roubado – Raquel Nobre Guerra

«Quem nunca hesitou na paragem do 28

e pensou: ali vai a metáfora da minha vida.

E nem por pensá-lo escapou ao açude

de mandar parar tanta gente só por si.

Não é possível ser feliz com tanta correspondência

e entre nós que vamos em itinerários românticos

a cruz na porta da tabacaria é tão-só o aviso

para lavar a cabeça contra o pessimismo.

Se não te aconchega o lumaréu de estar vivo

não te aflijas quando predizem a meteorologia

uma estação no inferno será sempre o destino.»

 

douda correria#37
Senhor Roubado – Raquel Nobre Guerra
(capa de Luís Henriques / composição por Joana Pires)

senhor roubado

In antologia do esquecimento – Henrique Fialho

Leitura de Senhor Roubado- Raquel Nobre Guerra

mexiaIn Jornal Expresso-18 de Junho 2016

Senhor Roubado da Raquel Nobre Guerra por Paulo José Miranda

Senhor Roubado Raquel Nobre Guerra capa de Luís Henriques Douda correria # 37 Lançamento 30 de Abril 22h BaraBarraca Teatro Cinearte

rng

a Raquel chegou agora de S.Paulo
edição brasileira da Demônio Negro Vanderley Mendonça
em parceria com a douda correria
50 exemp numerados e apresentados/assinados pela autora

Anúncios

Um comentário sobre “Senhor Roubado – Raquel Nobre Guerra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s