cantos de estima – Júlia de Carvalho Hansen

caderno de viagem

 

Do alto a terra é tão extensa

que assim só conhecia o mar

se à noite fico bem quieta

meu ouvido é uma concha

na qual se ouve o rugido.

Acordei aqui

os pés enfiados

a espera da tua chegada por terra, fumo

até partir do corpo

em heterônimos escrever

como o mar que avança

depois de muito retroceder

duas ondas juntando a água que veio de trás.

 

douda correria#30
Cantos de Estima – Júlia De Carvalho Hansen
(capa de Laura Berbert / composição por Joana Pires)

12650523_10208332707613699_430070603_n

Imprensa:

Jornal i

 

 

Caixa preta (excerto)

Noite Doudona 4- Carla Galvão lê Julia de Carvalho Hansen

Noite Doudona 5-Carla Galvão lê Julia de Carvalho Hansen

Noite Doudona 6-Carla Galvão lê Julia de Carvalho Hansen

 

_DSC2270.jpg

_DSC2342.jpg

_DSC2359.jpg

_DSC2384.jpg

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s